28 May 2017

Aos sonhadores

Eu sou, melhor, eu era um sonhador, e de tanto sonhar, esqueci de como é a vida. Sonhar não é mau, mau é quando os nossos sonhos estão desajustados da nossa realidade, da nossa dimensão ou possibilidades. Parem de dizer que os sonhos não tem limites, que tudo acontece aos que sonham, isso dá para escrever belos poemas e baladas mas é um caminho perigoso. Quando os sonhos são sobre bens ou status, nunca estaremos satisfeitos com o que alcançamos, quando esses sonhos são sobre pessoas, nunca ninguém estará perto do nosso sonho, nunca ninguém será suficientemente bom, todos irão ser comparados com alguém perfeito(a) mas que só existe na nossa imaginação, nos nossos sonhos. O resultado só pode ser a solidão. Como alguém dizia, os melhores sonhos são os que se tem acordados e melhor ainda, os que têm alguma hipótese de se realizar.
  

5 comments:

Anonymous said...

Fez-me pensar...
Até que ponto estaremos a tirar a esperança às pessoas? Será esta o único que lhes resta? Serão porventura, mais felizes? Não estaremos a projetar os nossos medos e fracassos? Não se encarregará a vida de ensinar-lho? Talvez nem precisem...

M. Azevedo

Anonymous said...

Some see things as they are and ask why. Others dream things that never were and ask why not. - George Bernard Shaw

Anonymous said...

Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

In Movimento Perpétuo, 1956

Anonymous said...

They told me I couldn't. That's why I did. - Michael Jordan

Anonymous said...

A vida precisa de uma dose q.b. de "photoshop" (leia-se: esperança).

Luz