12 Aug 2016

Brexit vai não vai

E perguntam-me, e então esse Brexit, sai ou não sai? Pois, parece que ninguém quer accionar o famoso artigo 50 que dá inicio ao processo de divorcio. Durante a campanha para o referendo, para os defensores da saída parecia tudo simples, mas parece que afinal não tinham qualquer plano ou ideia do que fazer em caso de ganharem, parece que nem eles próprios acreditavam nessa possibilidade. Agora, o UK está num impasse. A nova PM ja disse "Brexit, means Brexit", portanto a saída é irreversível, mas como e em que condições, ninguem parece saber bem. A maioria dos políticos fala em aderir ao Single Market, que basicamente implica aceder ao mercado livre com a Europa, mas sem as obrigações/vantagens, mas ter em contrapartida de aceitar a livre circulação de pessoas, possibilidade que os defensores da saída já gritam "Nem pensar. seria uma traição aos ingleses. Queremos acabar com a emigração. Não queremos o free market, é sair e pronto." E então, como ficamos? Estará o UK disposto a perder 45% das suas trocas comerciais e 35% dos serviços com a EU? A mim parece-me suicídio, mas eu sou leigo.
Para já, parece que a data prevista para accionar o 50 será Janeiro. O Mayor de Londres já pediu para ser estendido ate ao Outono de 2017. Enquanto os políticos se decidem, os investimentos pararam, a libra em baixa, o comercio em baixa, as grandes empresas já começaram a despedir pessoas. Para a maioria dos ingleses porém, tudo isto vale a pena só para se verem livre dos emigrantes Europeus.
E assim vai o Reino!

1 comment:

Anonymous said...

A mim parece-me uma estratégia para ganharem tempo de retirarem algumas fortunas.
Acontece muita coisa antes de se tornar público...