22 Jul 2016

A casa da sogra


Nélson Amaya, um argentino acusado de homicídio aguardava pelo julgamento em prisão domiciliária na casa da sogra quando, passados dez dias, pediu para ser transferido de novo para a prisão. "Prefiro estar aí do que em casa da minha sogra. Quero que me transfiram", pediu.
Ora ai está uma solucão!

No comments: